domingo, 24 de maio de 2009

If I could change the world...

Frio na barriga.
Borboletas no estômago.
Whatever, ambos se confundem e eu descubro que não é nem fome e nem doença.
A segunda geração do romantismo definiria como "mal do século", eu defino como o "aprendizado do século", ou talvez seja TPM (tensão pós menstruação, visto que a pré é acompanhada de choro).
Dormir e acordar risonha é coisa de quem dorme com o bozo pra você, certo?
Vou te contar que eu descobri que não é.
Basta dormir sozinha uma noite bem dormida, assim você descobre o quanto rir dos pseudo-problemas faz bem.
Pense nas amizades, aventuras e desventuras, naquelas coisas cabeludas que você deixou de fazer e até mesmo nas que você fez, mas tente não se arrepender, para que a reflexão não se torne um martírio.
Basta você minimizar os teus problemas em relação aos do mundo (que por sinal são muitos), e você vai ver o quanto se desespera por "tão pouco".
É fácil pra mim falar, fato. Mas a parte mais difícil, que seria assumir, eu já estou fazendo.


(perdão pela falta de criatividade e temática, estou realmente cuspindo as coisas na internet. Logo melhoro isso)

0 comentários: