sexta-feira, 29 de maio de 2009

This never happ...



"Now I see, This is the way I supposed to be..."

Tá certo, tá certo. A música é um veículo de comunicação entre almas.
Um veículo sublime, digamos assim.
Ultimamente viver sem ela tem se tornado impossível para mim, assim como impedir a impulsividade natural existente bem aqui.
Quando pensamos, atraímos ou traímos, depende é do ponto de vista (ou do pensamento).
Não sei bem o que tenho feito. Se atraí, se me traí, ou se eu só continuo "o pseudo-natural-sensual".
Só sei que a felicidade "têm" parecido assim, tão perto.
E essa felicidade no plural foi proposital sim. Não é uma felicidade abstrata, comum, que as pessoas costumeiramente definem. É um estar, é um ficar, é um olhar.
É um conjunto de fatores (por isso o "têm"), fatores que trazem a felicidade. (ou pelo menos pseudo felicidade)
Foi paradoxal esta última frase, mas a vida é paradoxal.
A música, sim... aquelas músicas, desde "Alguém que te faz tananã" até um Paul McCartney melancólico fazem você rir sozinha ou querer escrever bobagens em um "desabafador online". Talvez para expor algo que eu lembro ter dito que não iria "escancarar", mas como dito, sou muito paradoxal (até demais).

1 comentários:

Bruno Gabriel B. de Andrade disse...
Este comentário foi removido pelo autor.