quinta-feira, 21 de maio de 2009

Where is my mind?

Há sempre uma escolha que você pode fazer,
sempre um caminho pra você seguir quando tudo parece perdido.
Quando as luzes se apagam, só me resta gritar
Não poder enxergar, sequer falar, pensar...
posso pensar, só não consigo compreender
Onde perdi seu eu em mim, meu "eu" em você.
E se ele nunca existiu, por quê começou?
É possível relutar, mas acabou?
Quanto ao caminho, não o sigo. Deixo que ele, perigoso e atrativo me envolva.
A ignorância me fará inocente perante meus erros.
Esta convicção dos erros, me fará culpada perante meu coração.



A informação na tua cabeça é tanta que não pode ser processada.
Você finge que me entende para acompanhar o raciocínio, mas a verdade pode ser tão dura, caro amigo, quanto os dias que você tem levado.
Acho que quero alguns sucos de fruta.

0 comentários: