sexta-feira, 26 de junho de 2009

Heartache.

"Você não deve me fazer sofrer, só pra provar que eu não sou de nada.
Mas se quizer eu deixo, porque mereço..."

Tá, pode parecer meio broxante, mas é uma música e eu achei um tanto quanto engraçada.
ahoieuhaduihe.
Tô numa fase eclética que pode me levar à sérios disturbios mentais, que por sinal, não vem ao caso no momento presente.
Bem, as férias chegaram... Aquele período bom da tua vida, na qual você reflete, reflete, reflete e cansa de refletir.
No meu caso vai ser...Dormir, dormir, dormir. Pelo menos algo bom para se fazer, talvez algo bom ou melancólico surja para se pensar, pensar e pensar.
"Um toque de sonhar sozinho, te leva à qualquer direção".(Luis Melodia) Não, não me levam a qualquer direção. Os sonhos, por mais diferentes que se iniciem vão todos parar no mesmo "lugar-comum", nele mesmo.
"As ilusões, fartas."(Luis Melodia) Não as minhas. Estão apenas à flor da pele, se regozijando com o pouco que o mundo lhes oferece.
"Quem vai dizer ao coração que a paixão não é loucura?"(Oswaldo Montenegro). Ninguém. Ninguém ou nada irá dizer, elas são uma só aqui. Duas vozes que ecoam ao mesmo tempo e não me tornam responsável por mim, por mais ciente que eu esteja ou pareça estar.
"Sometimes, I get so tense, 'cause I can't speed up the time." Talvez. Dessa vez não veja como sim. Só como um talvez. Assim como o tempo é o senhor da razão... é o inimigo da loucura. Da minha loucura.
Talvez eu só seja isso mesmo.

:)

0 comentários: