sábado, 19 de setembro de 2009

Pieces

"I don't believe It makes me real..."

Até quando eu vou olhar pro lado e ver pessoas corrompidas ou corruptíveis?
Até quando continuaremos a ser tão sugestionáveis? Tão maleáveis?
Até quando essa indiferença?
Os números crescem, pessoas sofrem enquanto outras se divertem ou se saciam seguindo seus instintos hediondos. Digo hediondos, pois desconheço um outro termo existente na língua portuguesa que seja cabível para designar um ato tão chulo.
Ver isso TODOS OS DIAS não me envergonha, mas me enoja, me torna impotente e revoltada com uma sociedade tão conformada, que fecha os olhos e lava as mãos perante crimes e abusos que são absurdos, mas a frequência com a qual ocorrem tem nos feito perder toda a sensibilidade e o juízo da significância e dor que tais atos podem acarretar em alguém.
Onde estão as malditas autoridades (in)competentes? Devem estar abusando de alguém também.
Onde estão as leis descentes? Onde estão nossos direitos?
Flagrante? Será preciso um fato consumado, o sofrimento de alguém para condenar um desgraçado por aí?
Cara, a cada dia que passa eu sinto menos vontade de colocar filhos nesse mundo. Vejo em mim, uma futura mulher neurótica cheia de pânico que sequer deixa o filho ir ao parquinho sem o monitorar de perto (bem de perto).
Cara, a cada dia que se passa esse mundo me enoja mais.

0 comentários: