segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Dreams

"Que sensação se comunica a todo o meu ser quando por acaso meu dedo toca no seu, ou nossos pés se encontram embaixo da mesa! Retiro-os como se tivesse tocado o fogo, e uma força secreta impulsiona-me de novo. A vertigem arrebata os meus sentidos! ... E dizer que sua alma cândida não sabe o suplício que me infligem essas pequenas familiaridades! E quando, animados pela conversa, ela pousa sua mão sobre a minha e, mais arrebatados ainda pelas palavras, ela se aproxima tanto que eu chego a experimentar seu hálito celestial junto dos meus lábios."
Goethe.

Por um acaso esse homem pousou em meu corpo, leu minhas sensações e as transcreveu em palavras?
Oh God, Oh Goethe.
Oh my dear.

0 comentários: