domingo, 21 de fevereiro de 2010

Do this, do that.

Caaaaara!
Eu descobri que assistir GNT te transforma numa mulher feminista! E como diz o nome de um programa lá..."Mulheres possíveis", te faz possível também (ou impossível, depende mesmo é da sua vontade de mulher de opinar).
Aqueles programas de mulheres famosas aparentemente mal amadas se torna algo compreensível...quando você percebe que elas não são mal amadas. São apenas um tanto quanto heterodoxas, um tanto quando diferente das convencionais. E, sabe o por quê? Bom...elas são articuladas, inteligentas, perspicazes e o que eu mais gosto... Possuem opinião.
Posso até discordar de inúmeras opiniões delas quatro (Tá, eu assisto saia justa), maaas...quem se importa? Elas têm opinião, têm palavra digna de atos diários que...quanto mais você assiste, mais fica evidente que elas praticam tudo o que dizem...Every single day.
Pronto, já me diverti o suficiente com televisão. aoiuaheiu.
Sabe, andei conversando muito com a minha mãe nessas últimas semanas. E tenho descoberto uma pessoa incrível! De repente, não mais que num repente caíu todo aquele verniz social e maternal que a torna uma mulher forte à prova de tudo, que já passou por tudo e já tá calejada e conformada. Eu conheci, ou reconheci, uma mulher que passou por poucas e boas... que amou e continua a amar, que cresceu e ainda possui muitas ambições, e que...Acima de tudo, assim como eu, acredita e afirma que "Arianos são uma bosta".
E de fato somos uma bosta. Não boiamos, mas somos.
Seres humanos extremamente impulsivos, sonhadores metidos à "vou e faço" e passionais metidos a "morrerei aqui, assim".
Acho que a parte boa é que...Bostas fedem, logo, incomodam.
(mas talvez...essa seja a parte ruim...)

0 comentários: