sábado, 6 de fevereiro de 2010

Olhando para dentro

Mas olhando pra dentro de mim.
Daquela que ultimamente tem tido pouco tempo pra divagar, haja visto que abriu muito espaço para "pagar uma" de neurótica.
É isso mesmo. Neurótica!
Resolvi aproveitar aquele embalo (não tão tardio) do começo de um ano e todas aquelas promessas e avaliações que constantemente as pessoas comumente fazem e... fazer algo parecido, mesmo que aqui nesse blog que já tá mais pra confissões amorosas e revoltosas de uma pseudo-adolescente que ora fala como adulta, ora age como criança.
Resolvi avaliar meu "eu", como ele está?
Confesso que me encontro banhada em defeitos.
E não são aqueles defeitos descritíveis, como uma "pancetinha" caindo do lado da calça, ou aquela celulite que tá mais pra "mata burro", ou até mesmo os seios pequenos que eu sempre reclamei (porém, descobri que estão no tamanho certo (Y) haoiuheaiuaeh).
São aqueles defeitos sem nomes. Aqueles que eu apenas paro, penso, sei que são ruins porém... não os nomeio por falta de conhecimento (talvez "auto").
Temo que esses defeitos acabem por se chamar "personalidade". Talvez o fato do "temer" faça com que eu me corrija e ponto.
como auto-avaliação tentei até me buscar naquela musiquinha:
"Eu sou apenas um rapaz
Latino-Americano
Sem dinheiro no banco..." (enfatizo bem o sem dinheiro no banco, e corrijo o fato de eu ser um rapaz, sou uma garota apenas)
Mas nem deu muito certo, é mais divertido divagar sozinha sobre si mesma.
O negócio é que eu tenho um bocado de defeitos que eu não sei o que é, mas eu sei que eu tenho.
Então eu peço que você caro leitor, não me abandone mesmo com eles.
Peço agora à você, meu amor, que me ajude com eles. Não para que continuemos a viver, mas para que continuemos a nos amar. como tenho feito, como posso melhor fazer.

1 comentários:

Rogerio Martins disse...

Poucas pessoas conseguem refletir sobre si mesmas. Apontar o erro dos outros é bem facil, mas parar e pensar sobre si mesmo é algo bem dificil e tem gente que tem ate medo de fazer isso pensado no que pode encontrar.
Belchior? ;X
Prefiro a musica do raul onde ele copia essa frase ai, mais ou menos assim: "Eu sou apenas um rapaz latino-americano que não tem cheiro nem sabor"
bjus
=*