quarta-feira, 28 de abril de 2010

Mensagens subliminares

Hoje a lua estava linda.
Eu tinha acabado de sair de uma aula de química.
Ela me pareceu um átomo, e ao seu redor, uma eletrosfera brilhante e linda, e atraente.
Uma atração natural, sobrenatural.
Hoje ganhei um desenho.
A garota tinha uma beleza natural, apoiava a mão em uma árvore como se regesse o elemento terra. Como se o fogo estivesse no seu olhar. Como se o vento, fosse o mesmo daquele luar. Faltou a água...Ah, me contento em plasmar e ouvir o som do mar.

Ah, quase esquecendo. Voltei a cometer o crime que eu mais gosto.
Voltei pro meu filho que só chora quando eu quero, voltei pro meu violão.
Ele parece mais sério agora. Mais realista, calejado. Mas, sorridente, como sempre foi.
No fim das contas, a música nunca me abandona. Eu mesma não a consigo abandonar.
Eu viveria disso. Eu respiraria isso, me alimentaria disso.
Quem sabe um dia.

0 comentários: