sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Coming Home

"Passei metade da minha vida na correria do amor cansado e interminável mágoa.

Eu sinto que estou pronto pra uma mudança."

Danger Danger - Coming Home

Longe de mim explicitar a minha vida no trecho dessa música, afinal de contas...Não faria sentido.
Minha vida amorosa nunca foi triste assim. Nem tão feliz.
Razoávelmente satisfatória, boa, às vezes ótima. Oscilações, digamos inconstâncias.
É que eu gosto muito dessa música. Ela tem gosto de viagem, gosto de vento da estrada que acaricia o seu rosto e leva os seus cabelos pra todos os lugares...Menos pro lugar que você inutilmente tenta o colocar.
Toda vez que a escuto, sinto meu espírito livre, um tanto quanto irrequieto; sinto um sorriso involuntário brotando nos lábios. Um calorzinho sem motivo dentro do peito.
É como se toda vez que eu a escutasse, eu "cantarolasse" junto com o cantor e com a sua vontade, a minha também vontade de mudar, de começar do zero várias coisas.
O problema é a cantarolação acabar no final dos 4:40 minutos de música.
Só me resta ouvir de novo.




2 comentários:

Anônimo disse...

Tava perdido no trabalho de facul que tinha que fazer, quando no msn vi o link do seu blog, e resolvi dar uma olhada. Ainda não olhei muita coisa, mas pretendo continuar na visita, gostei das suas palavras. Ah... aqui é o Diego do Costa verde =].


Medicine, love it or leave it.

Mari disse...

Que lisonja! :)
Muito obrigada, visitas e "observações" são sempre bem vindas.
ps: Quanto tempo! ^^"