quinta-feira, 12 de agosto de 2010

A place on Earth

Momentos de descontração são cruciais para um posterior momento de reflexão.

Pelo menos foi, para mim.

Olhando agora, como uma mera espectadora, não foi banal.
Nunca foi.
Não foi só farra, só êxtase, só bobagem.
Dizer isso seria fútil da minha parte, e negaria o ser (talvez infelizmente) sentimental e melodramático que existe dentro de mim.
Eu senti e gravei cada momento. Cada passe e impasse.
Entre razão e "efusão", deixei a segunda tomar conta, fato que não me arrependo. Have Fun.
Mas, é que eu não quero só o "have fun", o tempo todo.
Às vezes não quero fazer só por mim, quero fazer por dois. Quero não pensar no depois, que quando chegar, não vai ser tão "pesado" quanto eu imaginava.
Simples e descomplicado, natural, especial e meu.
Quisera eu que não fosse tão só meu.

0 comentários: