sábado, 25 de setembro de 2010

Tudo aquilo que te faz sorrir

Converse comigo. Fale de tudo, sobre tudo.

Hoje eu quero te ouvir, te sorrir.
Quero poder dizer que pra cada erro, existe um acerto. Que pra cada medo, existe uma certeza. Que pra cada palavra, existe outra...Talvez até como resposta.
E na tentativa de me mostrar uma fraqueza, uma perturbação, eu não consegui enxergar outra coisa senão uma imensurável fortaleza. Uma coisa, um alguém que foge completamente de qualquer padrão...Haja vista que padrões, para mim, ultimamente, tem sido sinônimo de coisas comuns, vãs, e ruins... Então considere-se muito.
Consegui me recordar do momento em que o mundo era um lugar bom para se viver, isso é cláro, embebida na "santa ignorância" que perdemos ao longo da vida que levamos.
Às vezes acho que gostaria de permanecer feliz com aquelas aparências que se foram.
Mas se foram. E, como tudo que vai, sem dó nenhuma de ter ído, permanecerá longe...Inexistente, em algum lugar do tempo.
Mas, falemos de outra coisa! Falemos de coisas boas, Dê-me algumas risadas, me faça rir também. Me deixe imersa em algo diferente da ignorância, diferente da mentira, avesso à hipocrisia.
Me faça mergulhar em algo que eu não sei o que é, e nem sei se quero tentar explicar.

Boa noite. :)

0 comentários: