sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Happens all the time

E eu tenho medo.


Medo de dizer que eu vou, eu quero, eu sou...E que amo.
E ter medo, não tem por significância, o impedimento em mim, de tentar.
Eu tentarei até onde aguentar, onde puder.
Até as forças desta reta, que uniu estes dois pontos, se acabar...Se é que acaba, se é que algo bonito assim pode ser finito.

Boa noite, obrigada.
:)

0 comentários: