terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Loucuras

"Quando tudo acabar, o louco sou eu."


De maneira estranha, me sinto precisando de ajuda.
De conselhos, de talvez ouvir o que eu queira ouvir.
Eu gostaria de um remédio, que possa tirar de mim, todas as minhas insanidades.
me sinto louca, insana, com medos e anseios exagerados. Desnecessários.
E no fim das contas, não é o mundo ao redor que me provoca isso. Sou só eu mesma.
Meus vícios antigos, datados de uma era que eu desconheço. Mas no fundo me lembro.
É preciso correção.
Vou lutar, vou aprender.
Contra a angústia irreal, contra a autodestrução impossível, contra o desamor próprio.

Foi agora que eu aprendi o "Ame-te a ti mesmo", não será agora que vou "desaprender".

Boa noite :)

0 comentários: