sexta-feira, 13 de maio de 2011

Glass angel

É terrivelmente insuportável e atemporal o dom que certas pessoas possuem de te irritar.

Definitivamente eu não sei o que acontece dentro de mim, que se remexe, se retorce e contorce quando lê qualquer palavra sua.
Acredite, nunca é bom.
Tudo parece mentira, ensaiado e inigualávelmente seu.
Eu sinto rancor de algo que não me lembro, mas sinto.
Eu sinto uma pendência muito maior em relação à ti, do que a qual criamos com aquela que, como dizem, traímos.
E quando eu acredito que tudo mudou, que a minha indiferença é fato, novamente eu sinto uma vontade "não-segurável" de encostar um dedinho na sua cara e apertar, fazendo "furinhos", de forma a trazer desconforto. Da mesma forma que você promove isso em mim.
É como uma brincadeira de criança, que quando não tem uma forma de comunicar-se com o alvo...Procura insultos, situações que a coloquem de fronte com o ser em questão...Promovendo resultados nunca muito benéficos.
No assunto "Você", compare-me a uma criança de 6 anos...Acredite, não me sinto muito diferente.
Acredite, também não tenho a disposição de fazer diferente.
Se até hoje eu não encontrei a cura, apenas saídas. Permita-me continuar saindo.

0 comentários: