quinta-feira, 26 de maio de 2011

Perceba-me

Eu gostaria, de por alguns segundos, poder prever o futuro...Ou pelo menos o que poderia ser melhor, de acordo com as minhas ações.

É tão difícil não saber o que fazer. Ou melhor, saber...Mas ao fundo não concordar. Insistir em coexistir com aquela esperança de quem não aprende nunca, nem com tapas vigorosos na cara.
Eu não quero parecer burra, muito menos incompreendida.
Eu não quero cair em sofrimento premeditado.
Me chateia pensar que eu tenho mais uma chance, e não deveria tentar.
Me traz incômodo, voltar a sorrir, tocar em frente, deixando algo sem total resolução.


"Eu sinto falta mais já não sei mais do que".

1 comentários:

Stramundo disse...

Houve uma época em que pensei saber de tudo e era convicto nisso.
Por conseguir prever as consequencias de todas as ações, fiquei deprimido, porque o mundo se tornou previsivel e sem graça...
As vezes é melhor contar com o inesperado do que saber o que lhe aguarda