quarta-feira, 29 de junho de 2011

Aromas e visualização

Ninguém faz idéia do quanto aqueles minutos, aquelas poucas horas, foram importantes pra mim.

Sentir o seu cheiro, misturado no couro do carro, ou da sua jaqueta, inconfundíveis em meio as cinzas de cigarros particuladas, invisíveis ao olho nu...Mas perceptíveis ao meu olfato aguçado que queria memorizar tudo, pra não esquecer nunca.
Dentre todos, esse foi e é o cheiro que eu mais amei, e mais sinto falta.
Falta essa que não me escraviza. Só é saudosa, saudável.
É um cheiro inconfundível, que toda vez que sinto só penso no teu nome. Porque ele só se apresenta com a sua presença.
Ouvir sua voz, aquela voz que sempre me estremecia no telefone, me fazia ficar ansiosa por ouvi-la...Fosse longe, ou fosse grudada aos meus ouvidos, aos meus cabelos cacheados e pescoço amortecido pela sua presença.
Ver seus olhos, os olhos que eu contemplei passear pelos meus...Por todo o meu corpo que o espelho pode enxergar, Por toda a minha alma que nem todo mundo pôde conhecer.

Respirei fundo, e me contive.
É amor pra ser lembrado com carinho, e sorrir com aquele sorriso de "merda", como você costuma dizer.
Deixe estar. A vida nos prega peças e ensina. Hoje ela me ensinou que existem coisas que por mais que queiramos, simplesmente não devem se concretizar...E acredite, o tempo lhe provará tudo isso.

domingo, 26 de junho de 2011

Pequenos lamentos

Interessante como em tão pouco tempo eu me agarrei a idéia de que tudo simplesmente ficaria ótimo ao seu lado.
Co
meti aquela falha incorrigível em mim de criar expectativas, depositar tempo e confiança...Dar certo para o incerto.
Nova
mente meu tombo foi planejado por mim mesma de forma colossal.
Longe de
mim dizer que sofro, Isso é algo mais próximo de frustração pessoal mesmo.

Sendo sempre tola, me doando com a mesma facilidade que respiro...que me apaixono.
E mais interessante de tudo isso...É ver que mesmo com inúmeras quedas...Eu continuo repetindo o mesmo ato em peças diferentes.
É...talvez o
mundo não esteja preparado para mim.
E vice-versa.


domingo, 19 de junho de 2011

Minutos de Inconsequência

É interessante como agimos por impulso

Mais interessante ainda como podemos agir erroneamente dessa forma.
Em questão de minutos, aquilo que era certo...Já não é mais.
Convicções, não passam de idéias aleatórias e amorfas.

Hoje eu acordei mais perdida do que filho-da-puta em dia dos pais.
Não encontrei razão, sentido, ou circunstância nos meus últimos atos.
É como se eu agisse compulsoriamente sem pensar, paradoxalmente convicta. E após uma boa noite de sono, despertasse...Como que num passe de mágica. Despertasse para mais um novo dia, cheio de atos impensados.
Preciso dar um jeito nisso, antes que vire um caminho sem volta.

terça-feira, 14 de junho de 2011

Fumaça Intelectual,

Às vezes eu acho, tenho certeza de que eu deveria estar fazendo Humanas.

Não só por ser muito humana, mas por também nunca saber lidar direito com os números...com o exato.
Vivo sempre numa incerteza inconstante característica dos Humanóides que às vezes dá vontade de ser certa e precisa como um "0 ou 1", por exemplo. Deve ser interessante quando sabe-se tudo sobre você, e a sua constância faz com que você sempre seja assim.
Mas ser quem sou? Ah, É preciso pouca exatidão e muito Humanismo, Romantismo, Realismo e o que mais for necessário (não digo preciso) para que eu possa me formar na sua mente. E ainda assim, me desfazer em questão de minutos, e me montar novamente com algo novo.
Como posso tanto querer estabilidade, se somos todos tão instáveis?
Ah, entendi o que acho que quero dessa vez.
Que tal uma estabilidade instável acompanhada? Pode ser vantajosa, interessante, e podemos quem sabe assim descobrir o que buscamos ou somos, afinal.

- Eu só queria recomeçar, não me importo que seja devagar.

domingo, 12 de junho de 2011

Sinta novamente

Aquela droga.

Aquele sentimento desnaturado e ridículo que os mortais denominaram ciúme.
"Os velhos olhos vermelhos voltaram".

Sabe o que é mais engraçado?
É eu sentir algo assim tão impactante, por uma coisa tão pequenina que só acabou de começar.
Ontem mesmo eu disse que precisava acabar com isso, e de repente eu sinto tudo assim...Amplificar e tomar forma e dimensão imensuráveis?
Eu preciso é me chacoalhar e recordar de que todos, indistintamente, temos um passado.
Algo a ser compreendido, respeitado.

Eu preciso de uma boa noite de sono, e de Positive Vibrations.
Bem com parar de pensar em asneiras e deixar fluir.


sábado, 11 de junho de 2011

Movies

"Just let me be there for you any time, You're so fine".


Interessante como pequenos atos, e longas respirações podem fazer toda a diferença.
:)

terça-feira, 7 de junho de 2011

Esperar pelo melhor


É bom que eu vá me aninhando em um canto confortável qualquer para aguardar os próximos capítulos dessa comédia trágica da vida privada.
Às vezes eu admiro com estranheza aquela força que rege tudo. É tudo tão perfeito, nada fora de hora. Só é fora daquela hora que nós insistimos em acreditar que é a hora certa.
E quando mais uma vez eu acredito que as coisas estão desmoronando sem uma mão a nos segurar, eu me recordo que por diversas vezes a mão sempre esteve e está lá. Ao lado, insistindo ajudar. Nós, meros terráqueos que a ignoramos e questionamos...Fazendo tudo do nosso jeito errado, e prejudicando, e agravando aquilo que já é considerado muito próximo de um fim.

Até quando essa realidade vai deixar de ser só uma história lamentável que nos é propagada todos os dias, para se tornar uma atitude de mudança encorpada no nosso dia-a-dia?

domingo, 5 de junho de 2011

Espasmos

Espasmos que parecem nunca acabar.

A raiva é tanta, que eu me sinto inchar.
A sensação de estar sendo enganada, é algo que me consome há três semanas.
Eu estou terrívelmente estressada e desgastada.
Eu realmente gostaria de esclarecimentos,
Pontos finais ao invés de reticências insuportáveis.

sábado, 4 de junho de 2011

Sejamos Francos

Eu brinco demais, nunca falo muito sério.
Às vezes não sei como não dizer verdades brincando. Ou não brincar de dizer verdades.

No fundo eu tenho um coração peludo bom, que só quer descansar um pouco.

"Se eu tenho um milhão de motivos pra te conquistar eu não vou desistir.
Você é frio, é calor
É febre de amor, saudade de paixão.
E eu sigo sempre rumo ao seu coração.
Pra ter o seu amor, eu viajei pelo teu mundo
Me vi com teus olhos, descobri quem sou.
Pra ter o seu amor, te pedi pra Deus de presente
Pra me ver contente, ele te inventou".

Eu simplesmente adoro essa música. :)
Espero um dia colocar sentido nela. Mais uma, pra variar.