terça-feira, 7 de junho de 2011

Esperar pelo melhor


É bom que eu vá me aninhando em um canto confortável qualquer para aguardar os próximos capítulos dessa comédia trágica da vida privada.
Às vezes eu admiro com estranheza aquela força que rege tudo. É tudo tão perfeito, nada fora de hora. Só é fora daquela hora que nós insistimos em acreditar que é a hora certa.
E quando mais uma vez eu acredito que as coisas estão desmoronando sem uma mão a nos segurar, eu me recordo que por diversas vezes a mão sempre esteve e está lá. Ao lado, insistindo ajudar. Nós, meros terráqueos que a ignoramos e questionamos...Fazendo tudo do nosso jeito errado, e prejudicando, e agravando aquilo que já é considerado muito próximo de um fim.

Até quando essa realidade vai deixar de ser só uma história lamentável que nos é propagada todos os dias, para se tornar uma atitude de mudança encorpada no nosso dia-a-dia?

0 comentários: