sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

"Toma Conta...

(...)E cuida do meu coração. Eu tenho medo de me arriscar noutra paixão."

Nunca fui de ficar me privando, poupando palavras quando a coisa flui. Só sinto que atualmente eu ando cuidando demais para que nada seja mentira, para que nada seja impulso...A fim de que eu viva e sinta tudo com toda a sinceridade e plenitude, o mais que eu puder.
No tempo certo, no momento devido.
Sem pressas, sem anseios, sem cobranças.
Pelo simples dever que a naturalidade do amor implica. Pela naturalidade que as pessoas esquecem quando passam a "amar".

A todos um ótimo natal. =)

domingo, 18 de dezembro de 2011

Fiz um coverzinho do Rainbow. óbviamente eu nunca tocarei metade do violão que deveria ser tocado nessa música. uhauhauha, mas tá valendo! =)

http://www.youtube.com/watch?v=JsXAaoaJwVw&list=UUt1x03NWx1AUBXE2icYlHrQ&index=1&feature=plcp


domingo, 11 de dezembro de 2011

Letargia

Se eu pudesse, explicaria. Mas nada me impede de tentar.
A alegria, o estado de êxtase profundo que inútilmente tento explicar, que domina meu ser quando me encontro em seus braços.
É um conforto que não encontro na minha cama. Nem nas palavras de quaisquer que tentam me "animar".
É um carinho que eu nunca imaginei que existisse, devido a sua sutileza...Quase não palpável.
Eu duvidaria de sua existência, se de fato não pudesse lhe abraçar, cheirar, sentir a realidade que me toma por completa.
Eu poderia até ter medo do fim, se tivesse existido um início.
Eu poderia viver uma vida inteira assim, sem nem começar, e talvez não fosse o suficiente.

Ah, que bom! :)