domingo, 11 de dezembro de 2011

Letargia

Se eu pudesse, explicaria. Mas nada me impede de tentar.
A alegria, o estado de êxtase profundo que inútilmente tento explicar, que domina meu ser quando me encontro em seus braços.
É um conforto que não encontro na minha cama. Nem nas palavras de quaisquer que tentam me "animar".
É um carinho que eu nunca imaginei que existisse, devido a sua sutileza...Quase não palpável.
Eu duvidaria de sua existência, se de fato não pudesse lhe abraçar, cheirar, sentir a realidade que me toma por completa.
Eu poderia até ter medo do fim, se tivesse existido um início.
Eu poderia viver uma vida inteira assim, sem nem começar, e talvez não fosse o suficiente.

Ah, que bom! :)

0 comentários: