sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

"Toma Conta...

(...)E cuida do meu coração. Eu tenho medo de me arriscar noutra paixão."

Nunca fui de ficar me privando, poupando palavras quando a coisa flui. Só sinto que atualmente eu ando cuidando demais para que nada seja mentira, para que nada seja impulso...A fim de que eu viva e sinta tudo com toda a sinceridade e plenitude, o mais que eu puder.
No tempo certo, no momento devido.
Sem pressas, sem anseios, sem cobranças.
Pelo simples dever que a naturalidade do amor implica. Pela naturalidade que as pessoas esquecem quando passam a "amar".

A todos um ótimo natal. =)

0 comentários: