quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Falando para si

O que deveria ser feliz, se torna triste.

É triste quando o ciclo se finda, se fecha.
Mais ainda quando não depende de você.
Eu gostaria muito de correr milhas, de plantar hectares distantes daqui para ver se a proximidade influi na intensidade da dor.
O Tempo, bálsamo que nos traz as respostas, parece mais um instrumento de tortura...Que provoca a ansiedade mais lancinante, e as expectativas mais insólitas que se pode ter.
Talvez ele tenha esse efeito sobre mim pois sou demasiada impulsiva. Meu desejo de resolver as coias num estante é frustrado, e me vejo aqui...Sentada a ralhar sobre coisas que todo mundo passa todos os dias, e que quando acontece comigo, parece o fato mais catastrófico do universo.

A verdade é que eu deveria ficar feliz, por ver de forma clara como a vida é uma oportunidade de ensinamento.
Temos o tempo, ademais temos a possibilidade da mudança, de trilhar um caminho idealizado e progredir. Temos tudo incrivelmente perfeito para que possamos escolher um caminho em uma bifurcação. Agora o que escolhemos, determinará o que somos, e arcaremos com suas consequências...Cedo ou tarde.

1 comentários:

Anônimo disse...

concordo... mas não tenho tanta força assim...