sexta-feira, 18 de maio de 2012

Em um dia aparentemente comum de trabalho, entre um afazer e outro...Sentiu um riso brotar ao ouvir um trecho daquela música cantarolando no rádio:
'Hoje eu preciso te abraçar,
Sentir teu cheiro de roupa limpa pra esquecer os meus anseios e dormir em paz.'

Era sutilmente gostoso e engraçado como certas coisas acontecem, como certas coisas são.

domingo, 13 de maio de 2012

Era engraçado que dentre tantos beijos intermináveis e abraços infinitos...Ela só fazia questão daquela presença.
A presença de um jeito que nem ela conseguia montar as palavras para explicar. Era só ele estar alí, para o que der e vier com aquele sentimento de carinho pra algo mais. Nem tão amigo, Nem tão apaixonado. Daquele jeito que só ele naquela cabeça revolta por pensamentos rápidos e inarráveis é.
Talvez ela levasse uma encarnação inteira para modificar aquele sentimento. Ou talvez só alguns meses...A questão era só saber esperar e deixar.
Esperar que algo mude, que se for pra ser...que o tempo volte.
Ou deixar que o tempo apague, que o tempo cure.

quinta-feira, 10 de maio de 2012

Por que quando gostamos, quando insistimos em gostar nos sentimos tão inseguros?
Por que não enfiamos de uma vez por todas em nossas cabeças que, quando alguém está ao seu lado, é exatamente porque o diferencial te acompanha e uma porção de motivos os colocaram alí um de fronte para o outro? Não é da noite para o dia que isso estraga, não é qualquer um que consegue atrapalhar aquela vibração uniformemente variada de cores, sabores e sons que aquele sentimento pra dois traz.
Mas como a cabecinha de nós mulheres, é maquininha para idéias inconclusivas trabalharem, Essa minha mania de ser intensa e impulsiva ainda vai acabar comigo. Ou com o Mundo.
Certo é o sentimento de insegurança, ciúme, carinho.
Incerto, e talvez até errado seja eu exteriorizar isso (Ou a forma sempre muito doida da qual me uso para exteriorizar).
Eu queria poder deixar tudo correr tranquilamente como um riacho, mas a minha natureza impulsiva me transforma numa queda D'água.