domingo, 19 de agosto de 2012

"Como é que a alma entra nessa história? Afinal, o amor é tão carnal!".

Apesar de gostar muito da música, eu discordo plenamente!
Meu amor sempre teve mania de começar nos olhos. Aqueles olhos que te transportam pra alma, te fazem passear no pensamento, no sentimento, no interior daquele ser almejado ou até então querido.
Quando não, começam pelas palavras. Aquelas que mesmo irreais, nos prendem, nos ilude...nos faz sonhar.

Queria um amor que começasse no coração.
No meu, no teu e ponto.
Sem enganos, sem chateações, sem medo de errar.