quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Incertezas provocam minha ansiedade.
Certezas me desestimulam.

Afinal de contas, o que é preciso?
O que eu preciso?
(Não o que quero. Visto que o querer são as certezas. As certezas a longo prazo são as vontades se esvaindo por entre meus dedos. As incertezas são o frio na barriga, as borboletas rodopiando e atormentando. Provocando a fobia, o desespero, o interesse)

2016 teve de tudo. Inclusive eu terminando mais uma vez com aquele negócio no estômago, perto demais de um dos lados do peito.
Não é gastrite.

0 comentários: